O que deve saber antes de organizar um casamento na praia

Um toldo branco, flores na areia, o mar de fundo: o que poderia ser mais idílico? Nada. Este é o pensamento que muitas noivas têm todos os anos, quando decidem casar-se e organizar um casamento na praia. Mas nem tudo é tão perfeito quanto parece! Mesmo contratando um organizador/decorador de casamento, casar no areal implica sempre alguns imprevistos. Estas são as coisas que deve saber antes de organizar um casamento na praia:

O caminho até ao altar

Em primeiro lugar: desista dos vestidos com cauda, a menos que queira encher o seu vestido com areia da praia. Alguns decoradores de casamentos optam por construir um caminho até ao altar com tapetes de palha ou paletes em madeira, mas isto tampouco é garantia de que seja confortável caminhar de saltos ou com um vestido que não seja leve!

Cuidado com as flores

Este é um detalhe que escapa com muita facilidade – enquanto está a planear na decoração de casamento, é normal que esteja apenas a pensar no aspecto dos arranjos. Mas quem casa na praia deve lembrar-se que é um espaço ao ar livre com elevada exposição solar. Portanto, escolha flores que precisem de muita luz e que não sequem com facilidade!

Deixar a natureza brilhar

Quem se dedica à decoração de casamentos quer sempre ter uma decoração única e sofisticada. Mas neste caso vale a pena optar por algo mais simples e deixar a Natureza brilhar. Em vez da decoração habitual, opte por elementos naturais (como as pedras da praia, as conchas ou os búzios) ou por elementos marinhos (como os nós, as âncoras e as cordas).

Peça todas as autorizações

As praias Portuguesas estão sob a alçada das Capitanias Regionais. Portanto, peça autorização para fazer o casamento na praia com alguma antecedência. As fogueiras, os candeeiros e o fogo de artifício, que criam um cenário muito bonito, precisam de uma outra autorização especial da Câmara Municipal. Portanto, nada de alterações à última hora!