Apps e Websites Para organizar o seu Casamento

pexels-photo-677863.jpeg

Sabemos em primeira mão que a organização de um casamento pode ser uma “dor de cabeça”. Que vestido escolher? Onde celebrar a boda? Como encontrar uma empresa de catering para o casamento? Devo servir uma ementa tradicional? Qual é a decoração ideal? Dúvidas que trazem mais dúvidas e que, portanto, parecem nunca mais acabar. Se está a abraçar essa tarefa hercúlea, aqui ficam alguns websites, apps e fóruns que o podem ajudar a organizar o seu casamento!

App: Fixando

A Fixando é uma plataforma onde pode obter orçamentos para os mais diversos serviços: inscreve-se, faz o seu pedido e a plataforma dispara esse pedido para todos os profissionais na sua área. Depois, é só esperar que os orçamentos caiam na sua caixa de entrada. A parte positiva é que pode contratar apenas uma empresa de catering para o casamento ou só o fotógrafo. Nunca existe a necessidade de escolher um “pack” de serviços e contrata apenas o que realmente precisa. Além da app para iOS e Android, pode procurar profissionais para eventos no website.

Website: Casamento.pt

O website casamento.pt especializa-se (supresa!) em casamentos. Aqui, pode encontrar todo o tipo de serviços que pode precisar para concretizar o seu casamento de sonho: quintas, fotógrafos ou empresas de catering para casamento, entre outos. O directório está organizado por áreas de residência, o que facilita a busca e pode contactar as empresas que mais lhe interessam (com base no portefólio) para obter um orçamento. Outra grande força do website é o fórum, onde noivas de todo o país podem partilhar as suas experiências a organizar o casamento e deixar os planos para o seu grande dia.

Portal: ZankYou

Outro portal que se foca apenas na organização de casamentos. Tal como no website casamento.pt, há várias empresas registadas no portal que pode contactar para obter orçamento. A vantagem é que também permite a outros noivos deixar uma review, o que pode facilitar a escolha final. No entanto, devemos ter em conta que o registo na ZankYou não é livre e, portanto, só empresas estabelecidas conseguem registar-se. Se por um lado isto garante a seriedade dos fornecedores, também impede as start-ups e os profissionais liberais (com preços mais competitivos) de se registarem.

Casamento no Inverno: é possível?!

Vamos lá acabar com a sazonalidade dos casamentos! Essa ideia de que um casamento só é maravilhoso no verão ou na  primavera é antiquada. Vou-vos provar que é possível casar em dias chuvosos ou frios, com trovões ou nevoeiro… Mas para que tudo corra pelo melhor, é necessário ter em conta os 3 aspectos mais importantes no casamento!

 
wedding rain

 

Distância da Igreja ao Copo de Água

É relativamente comum ter de deslocar a comitiva completa do casamento da igreja para o local do copo de água em dezenas de automóveis. No entanto, se está a planear um casamento de inverno, faça questão de diminuir esta distância. No Inverno o tempo é imprevisível e não queremos que umas rajadas de vento ou uma chuvada intensa atrasem parte dos convidados ou reduzam a visibilidade para os restantes carros. Assim evita o pior!

 

Fotografia e vídeo

Os álbuns de fotografia e os DVDs são memórias que ficarão para a vida e por isso é natural que os noivos depositem muita importância. Sendo que nada na fotografia é mais importante do que ter muita luz, é importante discutir com o seu fotógrafo de casamento se este tem o equipamento adequado para fotografar com qualidade em condições de baixa luminosidade.

 

Copo de Água

Para não ter uma tempestade num copo de água – literalmente – procure casas, salas ou quintas com um grande espaço interior ou em que seja possível instalar toldos. Assim garante que o jantar, o bolo, a zona de entretenimento para as crianças e a pista de dança estão bem resguardados.

 

Decoração 

Uma decoração de casamento bem conseguida é especialmente importante no inverno, pois é necessário decorar com cores alegres e acrescentar apontamentos aconchegantes (evitar o branco, a decoração industrial…) para contrabalançar o tempo escuro e possivelmente agreste.

 

Contacte decoradores de casamento e pergunte-lhes que tácticas usam para decorar casamentos memoráveis no inverno!

Como sentar os convidados no seu casamento

Para lá decoração de casamento, há uma questão que se impõe: como fazer a disposição de mesas e de convidados? Quem vai conversar com quem? Quem não se dá bem de todo? Quem deve ficar na mesa dos noivos? Como fazer toda essa gestão de expectativas, egos e intrigas familiares? [inserir música de suspense intenso] Estes são os nossos conselhos sobre como sentar os convidados no seu casamento.

Mesas Separadas ou Mesa Corrida?

Há alguns anos, era habitual distribuir os convidados por diversas mesas mais pequenas, com 6, 8 ou 10 pessoas. Mas já há algum tempo que as mesas corridas começaram a aparecer na decoração de casamentos, e esta pode ser uma escolha que “obriga” os convidados a relacionar-se mais uns com os outros. No fundo, terá que decidir se quer separar ambas as famílias uma da outra.

No caso de optar por mesas separadas, o grande problema é decidir quem fica na mesa dos noivos. Tradicionalmente, poderiam ficar os pais dos noivos e os padrinhos de casamento. No entanto, se não quer provocar este encontro entre famílias, pode convidar para a sua mesa apenas os padrinhos de casamento e as damas de honor.

Para que tudo seja claro para cada um dos convidados, deve planear com o decorador de casamento quais vão ser os centros de mesa. Embora pareça um detalhe de decoração de casamento sem importância, são estes pormenores que fazem os convidados sentir-se especiais. Por exemplo, se a sua família não vai ficar na sua mesa, é uma boa ideia pensar num centro de mesa que remeta para uma piada ou uma história familiar que só vocês conhecem.

Como fazer a disposição de convidados?

Tente que cada convidado se sente junto a outros convidados com quem pode ter temas em comum e conversar. Se sabe de antemão que um determinado convidado não se dá bem com outro, faça por não os sentar na mesma mesa! Quanto aos convidados sobre quem ainda está indeciso, lembre-se que “perguntar não ofende”. Não se coíba de perguntar se têm alguma preferência ou se há alguém com quem preferiam não conviver. Depois, passe estas indicações a quem está responsável pela decoração do casamento.

O que deve saber antes de organizar um casamento na praia

Um toldo branco, flores na areia, o mar de fundo: o que poderia ser mais idílico? Nada. Este é o pensamento que muitas noivas têm todos os anos, quando decidem casar-se e organizar um casamento na praia. Mas nem tudo é tão perfeito quanto parece! Mesmo contratando um organizador/decorador de casamento, casar no areal implica sempre alguns imprevistos. Estas são as coisas que deve saber antes de organizar um casamento na praia:

O caminho até ao altar

Em primeiro lugar: desista dos vestidos com cauda, a menos que queira encher o seu vestido com areia da praia. Alguns decoradores de casamentos optam por construir um caminho até ao altar com tapetes de palha ou paletes em madeira, mas isto tampouco é garantia de que seja confortável caminhar de saltos ou com um vestido que não seja leve!

Cuidado com as flores

Este é um detalhe que escapa com muita facilidade – enquanto está a planear na decoração de casamento, é normal que esteja apenas a pensar no aspecto dos arranjos. Mas quem casa na praia deve lembrar-se que é um espaço ao ar livre com elevada exposição solar. Portanto, escolha flores que precisem de muita luz e que não sequem com facilidade!

Deixar a natureza brilhar

Quem se dedica à decoração de casamentos quer sempre ter uma decoração única e sofisticada. Mas neste caso vale a pena optar por algo mais simples e deixar a Natureza brilhar. Em vez da decoração habitual, opte por elementos naturais (como as pedras da praia, as conchas ou os búzios) ou por elementos marinhos (como os nós, as âncoras e as cordas).

Peça todas as autorizações

As praias Portuguesas estão sob a alçada das Capitanias Regionais. Portanto, peça autorização para fazer o casamento na praia com alguma antecedência. As fogueiras, os candeeiros e o fogo de artifício, que criam um cenário muito bonito, precisam de uma outra autorização especial da Câmara Municipal. Portanto, nada de alterações à última hora!